imagem:www.disneylandpostcards.com/flcastlent4.jpg

Concurso «Uma aventura...Literária 2008»

Uma Viagem Muito Esperada


Era uma vez duas irmãs chamadas Ana e Beatriz. Tinham uma irmã, Matilde, de apenas quatro anos. Ambas adoravam a cor rosa. Por isso, mesmo que não fizessem por querer, tinham sempre uma peça de roupa cor-de-rosa. Certo dia, estavam Ana e Beatriz numa aula de inglês, e o assunto da conversa eram as tradicionais férias grandes. A professora perguntou aos alunos onde gostariam de ir passá-las. Existiam várias opções: Algarve, Espanha, Brasil, Disneyland … Foi aí que a Ana gritou: “DISNEYLAND”!!!
Tocou para o final da aula e a Beatriz queria descobrir a razão daquele grito. A Ana explicou-lhe a sua ideia:
- Bia, eu estive a pensar e acho que… acho que…
- Desembucha! – disse a Beatriz.
- Acho que poderíamos ir com a Matilde até à Disneyland!
- Estás doida? Não é que eu não gostasse, mas a mãe não vai deixar.
- Podemos sempre perguntar…
- E ficamos uma semana inteira sem jogar PlayStation!
Chegaram as duas a casa, após um cansativo dia de escola e, encontrando a mãe a arrumar as roupas de meia estação, a Ana disse:
- Nós queríamos perguntar-te uma coisinha… É que… é que…
- Ó filha, desembucha, estás a deixar-me nervosa!
- Não é motivo para tanto. – interrompeu a Beatriz.
Então, a Ana começou:
- Nós apenas te queríamos perguntar se podemos, eventualmente, ir… até à Disneyland!
- Nem pensem! Tirem o cavalinho da chuva! – respondeu, zangada, a mãe.
- Que eu saiba não está a chover, nem nós temos nenhum cavalo, pois o cavalo que nós tínhamos foi oferecido à tia Alice… E não te esqueças que ela vive no Bombarral e nós em Torres Vedras! Percebeste ou queres que eu te faça um desenho? – perguntou a Ana.
- Ana, ficas de castigo. – prosseguiu a mãe.
- Mas…
- Não há mas nem meio mas! Há roupa para arrumar em cima da tua cama!
- Pronto, eu prometo que não volto a falar do assunto! – disse a Ana, que até jurou a pés juntos.
Passaram-se dias e dias, semanas sem fim. Um dia lembraram-se que apenas faltavam três semanas para as aulas acabarem e um mês para o aniversário da Beatriz. Foram para a escola e esqueceram o assunto. No fim do dia, a Beatriz dirigiu-se ao quarto da Ana e disse-lhe:
- Tomei uma decisão! Temos de falar com os pais para decidirmos onde irá ser a minha festa de anos.
- Boa ideia! Mas parece-me que não terás muito sucesso e que acabará por ser, mais uma vez, em casa dos avós.




Eram 20 horas. Ouviam-se os gritos da mãe lá em baixo, a chamá-las para jantar. Desciam as escadas a correr quando a campainha tocou. A Beatriz foi abrir a porta. Eram os avós, que tinham sido convidados para jantar. Logo que ouviu a voz da avó, a Matilde foi a correr ao seu encontro.
Após o jantar, os avós foram-se embora e a Ana e a Beatriz foram falar com os pais sobre a festa de anos. Eles responderam-lhes que falariam sobre isso no dia seguinte e elas foram dormir.
Passadas três semanas elas já estavam de férias e não tardou muito a chegar o dia de aniversário da Beatriz, 2 de Julho. Ela estava muito empolgada porque, pela primeira vez, o seu aniversário seria festejado em sua casa.
Chegaram as 15 horas. A sua festa de anos estava combinada para começar àquela hora e as amigas estavam a chegar. A Beatriz abria cada vez mais prendas. Chegou a vez de abrir a prenda dos pais, mas, para seu enorme espanto era apenas uma caixa enorme. Abriu-a com todo o cuidado e, lá dentro, estavam muitos papelinhos de publicidade. Era uma ‘caça às prendas’. No fim de abrir todas aquelas prendas que estavam dentro da caixa, descobriu, mesmo no fundo, um envelope às flores. Abriu-o ansiosamente e viu… três passagens de avião e um “voucher” de hotel! Eram válidos para o dia 4 de Julho. O destino daquela viagem era: DISNEYLAND! Iriam as três irmãs, durante cinco dias, até à Disneyland! Era um delírio!!!
Assim que a festa terminou foram fazer as malas. Depois foram jantar e dormir.
Quando os pais as foram acordar, ainda não era dia 4 de Julho, era dia 3. Elas iriam dormir no aeroporto na noite de 3 para 4 de Julho. Apressaram-se a vestir e apanharam o autocarro até Lisboa. Lá, apanharam um táxi até ao aeroporto.
Quando lá chegaram, Ana e Beatriz saíram do táxi e foram tirar a bagagem do táxi. Assim que fecharam o porta-
-bagagem, o taxista começou a acelerar, levando consigo a Matilde. Elas estavam desesperadas! Avisaram os seguranças. Um segurança disse às duas meninas que aquele taxista trabalhava para uma rede de tráfico de crianças e assegurou-lhes que sabia onde era a sede. Ele levou-as até uma cave do aeroporto, por onde passaram por labirintos misteriosos com luzes coloridas que se acendiam e apagavam, e onde se ouviam vozes de pessoas a rir. Decidiram telefonar para a central do aeroporto e uma senhora atendeu. Pediram-lhe que comunicasse a todo o aeroporto que tinha desaparecido uma menina de apenas 4 anos e disseram-lhe as características da Matilde: uma menina de um metro e quinze centímetros, com uma t-shirt cor-de-rosa e umas calças brancas, e que tinha um sinal na cara, em forma de flor. A senhora fez o comunicado, mas ninguém sabia de nada.
Escureceu. Ambas se abrigaram na escuridão e adormeceram. Quando acordaram, no dia 4, encontraram a Matilde sentada e atada a uma cadeira. Desataram-na. Uma voz repreendeu-as:
- Quem está aí? – gritou um bandido da quadrilha do tráfico de crianças.
Elas desataram a correr e, quando subiram à superfície, ouvia-se: “ Última chamada para o voo com destino à Disneyland”! Correram para entregar a bagagem.
- Anda, Bia! Pega na Matilde que eu levo as malas. Olha que o avião se vai embora sem nós! E nem quero pensar na quantidade de dinheiro que os pais pagaram por esta viagem! – exclama a Ana.
- Calma! – responde a Bia.
- Como estás tão calma numa situação destas?
Foram a correr e quase galoparam, entregaram a bagagem e rapidamente entraram no avião. E lá foram elas para a Disneyland…

Ana Sofia Santos, nº 3 - 6ºB
Beatriz da Branca, nº 5 - 6º B

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá!!!

Acho que este texto está muito giro!
Parabéns!

Adeus.

Jessica Cordeiro disse...

ola meninas!
O vosso texto está óptimo
PARABÉNS!!!

Jessica Cordeiro