www.windoweb.it/.../foto_primavera_304.jpg




RECRIAR UMA PAISAGEM

Ao som do excerto que diz respeito à Primavera da obra «As quatro estações», de Vivaldi, os alunos do 6ºB tentaram recriar uma paisagem, associando os sons aos elementos que caracterizam esta estação.O texto obedecia a um plano prévio proposto pelo próprio manual e, com mais ou menos palavras, os textos lá foram surgindo. Aqui ficam alguns dos mais votados na turma.
Glossário: "arroio" - riacho ( palavra que surgiu no conto «O Violinista» de Selma Lagerlöf, lido e analisado na aula ).
A Primavera

Era uma floresta. A água caía suavemente no lago que ali se situava. Árvores, flores, pássaros a chilrear...
Sentia-se uma brisa leve e suave a deslizar sobre a cara. Sentia-se alegria só de a olhar. Apetecia voar, mergulhar na água, ir até ao fundo que parecia nunca mais acabar.
Era simplesmente uma das mais belas paisagens em todo o mundo, espaço ou Universo.

Leonardo Marcelino, nº 14

Primavera

Estava eu na montanha, com uma bela vista. Encontrava-me num jardim muito bonito e florido, de uma casa branca com riscas azuis.
Havia flores por todo o lado e de variadíssimos tipos. As árvores estavam também cobertas de flores e o céu muito azul. O sol estava tão bonito! Ouvia os passarinhos a chilrear e uma brisa suave. Sentia tanta alegria e apetecia-me correr pelo jardim fora, porque estava um belo dia.
Para mim, a Primavera é a estação mais bonita e mais alegre, porque é florida e colorida.

Matilde Machado, nº 22

A Primavera

Os raios de sol espreitavam por entre a montanha, cheia de cores e cheiros de Primavera. Os passarinhos cantavam melodias alegres e a música ouvia-se,uma música que descrevia o lugar.
Havia uma cascata de água transparente e cristalina, que corria ao longo de um tapete fofo e verde - a relva - e corria cada vez com menos pressão, até que se transformava num lago maravilhoso. Esse lago, enfeitado com ervas aquáticas e aromáticas, era contornado com flores de todos os tipos e espécies, que o tornavam mais bonito ainda. Alguns peixes de cores variadíssimas saltavam e voltavam a mergulhar, como se quisessem ouvir a música do lugar. Borboletas multicores dançavam ao som do riacho e ao som do murmúrio das folhas verdes. Era sem dúvida uma paisagem magnífica!
O sol começou a esconder-se atrás das montanhas floridas e, pouco a pouco, a música acalmou, chegou o silêncio da noite negra e apenas se ouviam os grilos e viam os pirilampos. Estes bailavam, bailavam no ar como pequeninas estrelas brilhantes!!!
A Primavera é realmente fantástica!

Inês Marques, nº 11

A Primavera

Num dia de Primavera, eu encontrava-me numa grande floresta que também tinha um grande lago.
A floresta tinha muitas flores e árvores. Os pássaros estavam a chilrear uma música que dava vontade de dançar. Os patos deslizavam no lago, muito contentes. Sentia-se a alegria no ar.
Este dia de Primavera, na floresta, era um dia que só se via uma vez na vida.

Miguel Oliveira, nº23

A Primavera

No vale de Vezére, em França, reina a alegria. Finalmente chegou a Primavera!
Rodeado de beleza, o vale está coberto de flores! Um pequeno riacho desce pelas montanhas a uma velocidade melosa que dá vontade de o acompanhar a dançar! Chegando ao vale, o arroio forma um lago habitado por patos e patas que deslizam suavemente, seguidos dos seus filhinhos pequenos que se habituam rapidamente a deslizar muito suavemente por entre os nenúfares e os narcisos. Reina a paz e o sossego no vale. O Sol brilha, embora no vale esteja uma temperatura bastante agradável, muito fresca, coberta pelas sombras dos enormes e robustos plátanos. Todos os animais têm as suas lides diárias, tal como nós. Lá andam eles todos contentes... As pegas, aves pretas de rabo comprido coberto de penas brancas, procuram sem sossego objectos brilhantes; os pica-paus na sua busca contínua de larvas picam as árvores fazendo lembrar o som ritmado de um instrumento; os esquilos procuram atarefadamente as bolotas mais cobiçadas de toda a região; os castores tentam construir as mais fantásticas obras em madeira; as lontras nadam suavemente perto da cascata. A cascata cai da montanha abaixo. A água cristalina e límpida da cascata, do riacho e do lago é um excelente "habitat" para todos os animais aquáticos. Os cavalos selvagens correm livremente pelos campos, parece que ganham asas. Quem me dera correr como eles, a apanhar com uma suave brisa na cara, dá a sensação de liberdade, de alegria... Os insectos voam pelo céu fora, voam, voam...até mais não, dá vontade de dançar, de voar, de os acompanhar naquele bailado infinito. As borboletas tão graciosas e coloridas brincam alegres umas com as outras. As folhas ainda molhadas do orvalho fresco da manhã, pingam pequenas gotas de água que faz lembrar os cristais mais preciosos a cair num som harmonioso. Com toda esta alegria, até as plantas ganham vida! Toda a Natureza brinca e trabalha, fazendo os sons mais fantásticos que alguma vez ouvi. O vale de Vezére está mais vivo que nunca, todos estes sons fazem lembrar uma orquestra tocando a música mais espectacular que se possa imaginar!!
É a isto que eu chamo vida, é a isto que eu chamo PRIMAVERA!!!!

Mariana Rebelo nº21 6ºB

5 comentários:

Lourdes disse...

Olá, Parabéns aos autores dos textos; ao Leonardo, à Matide, à Inês e Miguel. :))))) gostei mesmo dos vossos textos.
Lígia, se estiveres interessada em fazer um livrinho de cordel, para que os teu alunos vejam os textos deles publicados em livro, a "Apenas Livros" tem uma coleção para os mais pequenos, é só entrares em contacto com a Fernanda e dizeres que fui eu que te fiz o desafio
Um beijinho Lourdes

Lourdes disse...

Olá, Parabéns aos autores dos textos; ao Leonardo, à Matilde, à Inês e ao Miguel vai o meu aplauso com um :))))

Lígia já pensaste em publicar os textos dos teus alunos em livro?
A Apenas Livros faz livrinhos de cordel para crianças, é só entrar em contacto com a Fernanda, ela te dirá como deves fazer. Um beijinho Lourdes

Jardim das Letras disse...

Olá Lourdes!
Acho que os meus meninos e meninas iam gostar muito! Vou tentar arranjar um tempinho para tratar disso, logo que esteja mais disponível... Ainda falta um texto, pelo menos, o da Mariana, mas era muito extenso e são semanas "duras" para nós e para eles que andam cheios de testes.
Beijinhos e obrigada

Anónimo disse...

OLÁ PROFESSORA!!!

ACHO QUE OS TEXTOS ESTÃO MUITO GIROS!!!

ADEUS,
BEATRIZ DA BRANCA

Anónimo disse...

olá a todos, gostei muito dos vossos textos ;D
Gostei muito da ideia da sua colega Lurdes, acho que é interessante e que nos iria motivar a todos a escrever mais textos para publicar nesse tal livro.
Beijinhos e Boas Festas!
(e até para o ano)
Mariana R.